CORINTHIANS, O CAMPEÃO INTERNACIONAL DOS INVICTOS

fevereiro 4, 2010 1 comentário

 

Nenhum time brasileiro conseguiu a façanha do Sport Club Corinthians Paulista. Entre 1952 e 1954, o Timão permaneceu invicto por 32 partidas contra times estrangeiros. É um recorde que está de pé até os dias atuais.

Em 1952, voltou de sua primeira excursão à Europa com o título honorífico de “Fita Azul do Futebol Brasileiro”. Depois de realizar 15 jogos, o Timão voltou para casa sem nenhuma derrota no exterior.

Não pense que só contra equipes pequenas ou médias o Coringão atuou. Entre os times que não sentiram o gosto de vencer o Timão estão: Fenerbahce (Turquia), Galatasaray (Turquia), Peñarol (Uruguai), Racing (Argentina), Olimpia (Paraguai), Sporting (Portugal), Roma (Itália), Barcelona (Espanha), Boca Juniors (Argentina).

Anúncios
Categorias:Uncategorized

Cai a invencibilidade de 28 jogos

 

Ontem, em Campinas, o Timão perdeu a invencibilidade de 28 partidas pelo Campeonato Paulista. Desde 2008, quando foi derrotado, por 3 a 2, para o Noroeste, a torcida fiel não sentia o gosto amargo da derrota.

Pior do que isso, só o futebol apresentado pelo time e o gol tomado pelo Finazzi. Sem a mesma pegada do jogo anterior e sem qualidade nos passes, o Corinthians viu uma Ponte Preta empolgada, partindo para cima. E ao final do jogo, a equipe campineira se sentiu recompensada com uma vitória mais do que justa.

O time do Corinthians praticamente não chutou a gol, e quando o fez, marcou com Jucilei. Escudero provou que não serve para vestir a camisa do Timão. Pode ir embora, não fará falta alguma! Seu penalti foi totalmente infantil e fundamental para a virada do time campineiro. Além do argentino, o jogo de ontem serviu para mostrar para a diretoria que o PRETO E BRANCO é tradição! 

No ano do centenário, a diretoria e o marketing não podem ir contra os padrões do clube. A nova camisa (HORRÍVEL), que nada tem a ver com história do clube, além de não trazer sorte, vai servir mais uma vez como motivo de gozação dos clubes rivais. Isso é algo inadmissível!!!   

O próximo jogo será contra o Sertãozinho, no Pacaembu. O mínimo que esperamos é uma atuação convincente da equipe corintiana. Para mim, Paulistão é mais do que obrigação vencer.

Ficha Técnica

PONTE PRETA 2 x 1 CORINTHIANS
Eduardo Martini, Edílson, Jean, Léo Oliveira e Vicente; Deda (Danilo Portugal), Guilherme, Manteiga e Tinga (Finazzi); Fabiano Gadelha e Leandrinho (Galiardo). Felipe, Alessandro, Chicão, William e Escudero (Tcheco); Jucilei, Edu, Boquita e Danilo (Morais); Dentinho e Iarley (Edno).
Técnico: Sérgio Guedes. Técnico: Mano Menezes.
Gols: Jucilei, aos 17, Fabiano Gadelha, aos 26, e Finazzi, aos 30 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Edílson (P); Escudero (C).
Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Data: 03/02/2010. Árbitro: Rodrigo Braghetto. Auxiliares: Rafael Ferreira da Silva e Leonardo Ferreira Alves.

 

//

Categorias:Uncategorized

Corinthians lança terceiro uniforme de 2010

No início da tarde desta segunda-feira, o Corinthians lançou o novo modelo da camisa número três. Da mesma forma, como nos outros dois uniformes, lançados em 2008 e 2009, o de 2010 tem também a cor roxa. O novo uniforme número três é preto e possui uma cruz roxa na parte da frente (ela representa São Jorge, padroeiro do Timão). O jogador chamado para o lançamento foi o lateral-direito Alessandro.

Ele foi o escolhido por conta do seu apelido: Guerreiro. A fornecedora de material esportivo do Timão deu à nova camisa o nome “Espírito Guerreiro”. Alessandro gostou do modelo, mas sabe que parte das torcidas organizadas pode protestar contra o uniforme, assim como fez nas últimas vezes.

Particularmente eu não gostei da camisa com a cruz roxa. Se fosse toda preta, talvez, ficaria mais bonita. Outra coisa que achei estranho foi o patrocínio. As fontes tinham que se encaixar dentro da cruz, e não fora, dando um aspecto menos poluído para uma camisa já cheia de anunciantes.

Agora vamos aguardar para ver a resposta do público. Acredito que não será bem aceita pelo fiel torcedor corintiano. Preto e branco é tradição!!!

Categorias:Uncategorized

Enfim, o tabu acabou

fevereiro 1, 2010 1 comentário

Ontem, domingo, Pacaembu. O que falar sobre o maior clássico do Brasil, o nono de maior importância no mundo? Foi um jogo eletrizante desde o começo, com o Corinthians tomando a iniciativa. Logo aos seis minutos, Iarley sofreu uma falta na linha de fundo, e na cobrança perfeita de Tcheco, o nosso baixinho cabeceou para as redes. 1 a 0 Timão.

Quando a torcida ainda comemorava e parecia que haveria uma goleada, Roberto Carlos em carrinho imprudente tomou o cartão vermelho direto. Antes disso, ele já tinha espanado a bola, errado passes e parecia muito tenso. A partir dos oito minutos, o Corinthians jogou com um jogador a menos até aos 42 minutos do segundo tempo, quando Cleiton Xavier também foi parar no chuveiro antes do fim da partida.

Após a expulsão de RC, o Palmeiras partiu para cima. Muricy mudou o time, tirando Armero e colocando Wendel. Depois, optou por tirar o zagueiro Gualberto e colocar o atacante Daniel, isso com 28 minutos de bola rolando. Mesmo com as mudanças, o Palmeiras não conseguiu ser competente. Além de ter esbarrado em Felipe, que estava numa tarde inspirada, o time de Muricy parou numa defesa muito bem postada, com o time se doando o tempo todo.

Ao final, o 1 a 0 para o Timão acabou sendo justo. Um time, que desde o começo da partida, ficou com um a mais em campo e não teve capacidade de marcar um gol se quer, não merece a vitória. Enfim, o tabu finalmente acabou! A confiança entre time e torcida com certeza aumentou após essa vitória histórica.

Com 11 pontos, o Corinthians assumiu a liderança isolada do Campeonato Paulista. O próximo jogo é contra a sempre perigosa Ponte Preta, em Campinas.

Ficha Técnica

CORINTHIANS 1 x 0 PALMEIRAS
Felipe; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Elias, Tcheco (Jucilei) e Danilo; Jorge Henrique (Dentinho) e Iarley (Edu) Marcos; Figueroa, Danilo, Gualberto (Daniel) e Armero (Wendel); Marcio Araújo, Edinho, Pierre e Cleiton Xavier; João Arthur (William) e Robert
Técnico: Mano Menezes Técnico: Muricy Ramalho
Gol: Jorge Henrique, aos seis minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Felipe e Danilo (Corinthians); Armero, Cleiton Xavier, Marcio Araújo e Wendel (Palmeiras). Cartões vermelhos: Roberto Carlos (Corinthians); Cleiton Xavier (Palmeiras)
Público: 28.587 pagantes Renda: R$ 933.776,00
Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP) Data: 31/01/2010 Árbitro: Wilson Luiz Seneme Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Herman Brumel Vani
Categorias:Uncategorized

Corinthians apresenta seu novo patrocinador

Na tarde de ontem, foi feito o anúncio oficial do novo patrocínio do Corinthians. O presidente Andrés Sanches, acompanhado de representantes da Hypermarcas, informou que o Timão vai receber R$ 38 milhões por temporada, com a possibilidade de aumento de acordo com o desempenho da equipe. Do valor total, Ronaldo ficará com R$ 13 milhões.

As marcas da Hypermarcas começarão a estampar o uniforme do Timão a partir do dia 1º de fevereiro. O acordo com a nova parceira tem validade até março de 2012 e será reajustado a cada virada de temporada.
Se for campeão paulista, da Libertadores ou do Brasileirão, o patrocínio poderá chegar até R$ 50 milhões.

Categorias:Uncategorized

O empate amargo contra o Mirassol

 

Na última quarta-feira, o Corinthians empatou com o Mirassol, em 1 a 1, no Pacaembu. Essa partida promoveu a estréia de Danilo, que por sinal jogou bem. Mano Menezes escalou o time num 4-4-2, com Elias e Marcelo Mattos de volantes, Tcheco e Danilo na função de armar a equipe. O ataque foi formado por Ronaldo e Dentinho.

No primeiro tempo, o time do Parque São Jorge desperdiçou várias oportunidades. Com o domínio do jogo e com toques rápidos, o Timão envolveu a equipe de Mirassol. E de tanto tentar, o Corinthians saiu na frente com mais um belo gol do Fenômeno.

Na volta do segundo tempo, o Corinthians voltou lento, sem a mesma pegada da etapa inicial, e acabou sendo punido com o empate. Numa falha que começou com o Alessandro na lateral, e depois, com a indecisão de Felipe e Balbuena, a equipe bem montada do interior conseguiu o que queria, não perder o jogo.

Se quiser ganhar do Palmeiras amanhã, o Timão terá que jogar muito mais do que vem apresentando até aqui. Essa será apenas a quinta partida do ano, e mais uma vez a equipe titular não será a mesma do jogo anterior.

Ficha Técnica

Felipe; Alessandro, Paulo André, William e Escudero (Balbuena); Marcelo Mattos, Elias, Tcheco (Morais) e Danilo; Dentinho e Ronaldo (Bill). Renê; Amarildo, Bruno Perone e Dininho; Anderson Luiz, Diogo Orlando, Gérson (Kiko), Alex Silva e Anderson Paim (Ferreira); Éder (Vinicius) e Lins.
Técnico: Mano Menezes. Técnico: Pintado.
Gols: Ronaldo, aos 44 minutos do primeiro tempo; Ferreira, aos 13 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Balbuena, Paulo André (C); Amarildo, Gérson (M). Cartão vermelho: Amarildo (M).
Público: 15.584 pagantes. Renda: R$ 492.366,00
Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP). Data: 27/01/2010. Árbitro: Marcelo Rogério. Auxiliares: Vicente Romano Neto e David Botelho Barbosa
Categorias:Uncategorized

Corinthians x Palmeiras, no Pacaembu, dez anos depois

Amanhã, dia 31, o Pacaembu voltará a receber o maior clássico do Estado de São Paulo. Corinthians e Palmeiras não se enfrentam no estádio desde 2000, em jogo válido pelo Torneio Rio-São Paulo. O Corinthians venceu por 2 a 1, com gols de Augusto e Fernando Baiano para o Timão.

O primeiro jogo entre os dois ocorreu no dia 5 de maio de 1940, ano da inauguração do Pacaembu. Na partida, o Palmeiras, à época ainda chamado de Palestra Itália, venceu o Corinthians por 2 a 1 e conquistou o primeiro título da história do estádio, a Taça Cidade de São Paulo.

Dos 331 encontros entre Corinthians e Palmeiras em quase 93 anos de disputa, 139 foram realizados no Pacaembu. E quem leva a melhor, embora o primeiro título tenha sido do Palmeiras, é o Timão. A equipe alvinegra venceu 54 vezes, contra 46 do time alviverde. Houve ainda 39 empates.

Os clubes já se enfrentaram 331 vezes, com 120 triunfos do Alviverde, 112 do Alvinegro e 99 empates. 

O Corinthians não vence seu rival desde 2006, quando Marcelo Mattos anotou o único gol do triunfo corintiano por 1 a 0 no Morumbi. De la para cá foram disputados sete jogos, com cinco vitórias do Palmeiras e dois empates.

Categorias:Uncategorized